Para levantar a bandeira da saúde no Dia Internacional da Mulher, celebrado em 08 de março, criamos três campanhas – gratuitas e prontas para download – de temas importantes e que merecem a atenção do Recursos Humanos e Gestor de Pessoas para as ações internas de qualidade de vida.

Seja um RH promotor da saúde! Compartilhe nos canais de comunicação de sua empresa, e-mail, mural, intranet e redes sociais.

1. Infecção urinária

A infecção urinária é a ação de uma bactéria que entra pelo canal da uretra e vai até a bexiga, provocando inflação do órgão e contaminação da urina.

As mulheres são mais acometidas pela infecção urinária por uma questão de anatomia. A uretra feminina é mais curta, o que acaba facilitando a chegada da bactéria até a bexiga. Além disso, ela fica próxima da vagina e do ânus, uma área bastante suscetível à presença de bactérias.

Uma das principais orientações dos médicos para prevenção é urinar após a relação sexual. Desta forma, automaticamente, é como se estivesse “lavando a bexiga”. A entrada da bactéria na bexiga é favorecida por tudo que a empurre na direção do órgão, como o próprio ato mecânico da relação sexual.

Principais sintomas

  • Dor no baixo ventre e na hora de urinar;
  • Liberar pouca urina;
  • Vontade frequente de ir ao banheiro;
  • Odor da urina mais forte.

 

Prevenção

  • Ingerir bastante líquido ao longo do dia, cerca de 1,5 litro de água;
  • Higienizar a área genital antes e depois da atividade sexual; e urinar após o ato.
  • Ao higienizar a vulva e região perianal, limpar sempre no sentido da frente para trás, com objetivo de evitar que bactérias passem do ânus para a vagina.

 

Clique na imagem e faça download dessa campanha

 

dia internacional da mulher saude

Fontes: Redação blog Nocta; Dr. Drauzio Varella

2. Câncer de mama

O câncer de mama ocorre quando as células da região passam a dividir-se de forma desordenada, um tumor maligno pode instalar-se principalmente nos ductos e mais raramente nos lóbulos.

Fatores de risco

  • Predisposição genética;
  • Alimentação;
  • Estilo de vida;
  • Fatores hormonais.

 

O câncer de mama acomete mais de 60 mil mulheres por ano no país. Veja também a campanha Outubro Rosa.

Prevenção

  • Faça o autoexame das mamas mensalmente, de preferência no 7º ou 8º dias após o início da menstruação, se você é mulher e tem mais de 20 anos, pois cerca de 90% dos tumores são detectados pela própria paciente;
  • Procure um ginecologista para submeter-se ao exame das mamas a cada 2 ou 3 anos, se está entre 20 e 40 anos; acima dos 40 anos, realize o exame anualmente;
  • Tenha uma alimentação saudável, com baixo teor de gordura ruim, mais verduras e menos alimentos ultraprocessados;
  • Pratique atividades físicas.

 

Clique na imagem e faça download dessa campanha

 

dia internacional da mulher saude

Fontes: Redação blog Nocta; Dr. Drauzio Varella

3. Osteoporose

Osteoporose é uma condição metabólica que se caracteriza pela diminuição progressiva da densidade óssea e aumento do risco de fraturas. Ela pode manifestar-se em ambos os sexos, mas atinge especialmente as mulheres depois da menopausa por causa da queda na produção do estrógeno.

O que acontece?

Os ossos são compostos de uma matriz com complexos minerais de cálcio. Com o tempo, os ossos se tornam mais porosos, perdem resistência.

Sintomas

A osteoporose é uma doença de instalação silenciosa. De acordo com o site Dr. Drauzio Varella, o primeiro sinal pode aparecer quando ela está numa fase mais avançada e costuma ser a fratura espontânea de um osso que ficou poroso e muito fraco, a ponto de não suportar nenhum trauma ou esforço por menor que sejam.

Fatores de risco

  • História familiar da doença;
  • Pessoas de pele branca, baixas e magras;
  • Asiáticos;
  • Deficiência na produção de hormônios;
  • Medicamentos à base de cortisona, heparina e no tratamento da epilepsia;
  • Alimentação deficiente em cálcio e vitamina D;
  • Baixa exposição à luz solar;
  • Imobilização e repouso prolongados;
  • Sedentarismo;
  • Tabagismo;
  • Consumo de álcool;
  • Certos tipos de câncer;
  • Algumas doenças reumatológicas, endócrinas e hepáticas.

 

Prevenção

  • Faça ingestão de cálcio na alimentação diária, como leite, queijos, iogurtes; vegetais como brócolis e certos peixes (sardinha e salmão);
  • Tome banho de sol para fixar a vitamina D no organismo;
  • Pratique exercícios físicos, como caminhar, andar de bicicleta, nadar, correr e, especialmente, exercícios com pesos são fundamentais para manter o tônus muscular e prevenir a osteoporose.

 

Importante: a prevenção começa na infância, especialmente na adolescência para garantir a formação da maior massa óssea possível. Cuide para que seus filhos não sofram no futuro.

Clique na imagem e faça download dessa campanha

 

dia internacional da mulher osteoporose

Fontes: Redação blog Nocta; Dr. Drauzio Varella

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *