Quer saber como aproveitar as cascas de alimentos? 

Quase tudo que é descartado no preparo das refeições pode ser aproveitado nas receitas, além de serem muitas vezes ingredientes repletos de nutrientes. Quem diz isso é o nutricionista Saulo Gonçalves, neste artigo publicado no portal Minha Vida.

As cascas e sementes, por exemplo, geralmente são grandes fontes de fibra e costumam conter os mesmos nutrientes que o alimento em si. As fibras têm um papel fundamental para o funcionamento do trato gastrointestinal, que são os órgãos que compõem o sistema digestivo. É por isso que sempre ouvimos a recomendação de tomarmos suco sem coar ou comer a fruta in natura.

Além disso, essa mudança de hábito ainda faz bem para o planeta, pois reduz o lixo produzido diariamente e otimiza o consumo dos alimentos. A conclusão final de tudo isso é que todo mundo sai ganhando!

Large display of various fruit and vegetables

Confira os benefícios das cascas de alimentos:

  • Abacaxi: tem fibras, vitamina C e bromelina, uma enzima que protege o estômago e ajuda na digestão das proteínas. O suco deve ser consumido logo após o preparo para não oxidar e perder as propriedades.
  • Abóbora, cenoura, manga, damasco: têm betacaroteno, antioxidante que diminui o risco de câncer e doenças cardiovasculares. É o betacaroteno que dá cor alaranjada a estes alimentos. Não é necessário tirar a casca nos preparos.
  • Banana: tem fibra e luteína, antioxidante que protege os olhos contra a exposição ultravioleta e combate a catarata. Uma das formas de preparo da casca é refogada com cebola, sal e temperos.
  • Berinjela: tem um antioxidante cerebral chamado antocianina, além de potássio, magnésio e fibras. Não é necessário tirar a casca nos preparos.
  • Batata inglesa: tem fibra, potássio, ferro, fósforo, zinco e vitamina C. Não é necessário tirar a casca nos preparos.
  • Frutas cítricas (laranja, tangerina, limão): a casca tem 20% mais antioxidante que a polpa, além de fibras. Diminui o colesterol. A casca pode ser ralada e consumida em salada e diversas receitas.
  • Kiwi: tem três vezes mais antioxidante que a polpa. Pode ser consumida no suco da própria fruta. A casca do kiwi “gold” é mais doce e tem menos “cabelos”.
  • Pera, maçã, ameixa, pêssego, cereja: têm fibras insolúveis que melhoram o funcionamento do intestino. Pode ser consumida in natura.
  • Tomate: tem licopeno (na casca e dentro), antioxidante que diminui o risco de câncer, especialmente de próstata. O licopeno também está presente na melancia e na goiaba. Não é necessário tirar a casca nos preparos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *